19/07/2009

GUIMARINIII


É já amanhã!


Vamos de malas e bagagens para o berço de Portugal, para 4 dias de pura maluqueira!

As férias são para passar ao lado de quem mais amamos, por isso é que vamos os quatro (eu, Katarina, Xanca e Rover Mon) para a 1ª cidade portuguesa - Além do mais, consta que os seus habitantes masculinos mais jovens são super giros... :-P


Eu queria ir a três sitios em Portugal: Évora, Guimarães e ao Gerês. Évora fui com a escola este ano (e diverti-me imensoooo), Guimarães vou amanhã com aqueles três malucos, e ao Gerês... bem, hei-de ir, um dia destes, a médio ou longo prazo. Em curto prazo (ou seja, um ano) está ir ao Rock in Rio, que já queremos ir à imenso tempo...


Guimarães, pelo que sei, é uma cidade pacata. Por isso já estou com pena dos Guimaranenses (ou lá como se chamam os habitantes de Guimarães): acabou-se o sossego!


Guimarini, aqui vamos nós!



26/06/2009

A Menina Feia - Teatro


É verdade!
Depois de dois anos sem fazer nada absurdamente trabalhoso, decidimos (ou melhor, acho que decidiram por nós e nós alinhá-mos em força) voltar ao activo, mas desta vez à séria: nada de algo como as "Lágrimas de Sangue"ou muito menos "A Bela Adormecida"...
Desta vez, ó minhas gentes, até temos um nome: Os Incógnitos (é engraçado, a partir do momento em que somos os incógnitos, passamos a ter nome. Que giro!)
A peça chama-se "A Menina Feia". Um sinopse muito resumida: conta a história de uma dactilógrafa (Gilberta) apaixonada pelo seu patrão (Filipe). Infelizmente, é muito feia e ele não lhe acha piada nenhuma. Mas o patrão vai descobrir que nem sempre a beleza se revela ao primeiro olhar...
Chega de conversa fiada. Aqui vai o elenco:
Gilberta - Ana Afonso (eu, portanto)
Filipe - Pedro Batista
Sr. Fernandes - Ruben Úria
D. Luísa - Catarina Carvalho
Tia Cipriana - Alexandra Afonso
Tomaz - Filipe Batista
Menina Emília - Liliana Dias
Cidália - Catarina Carvalho
Maria Antónia - Liliana Dias
Arlette - Liliana Dias
E claro, o indispensável encenador (neste caso, encenadora):
Stora Irene
E, como não podia deixar de ser, os incansáveis elementos da Staff:
Bruno Mateus
Sara Diogo
Dados importantes para o público:
O espectáculo realiza-se dia 5 de Julho (Domingo, portanto deste domingo a oito dias), pelas 21.30 h, no auditório do Cacém (acho que não é preciso nenhum croqui, toda a gente sabe onde fica, quem não souber, deixe mensagem).
A vossa presença é importante! Não deixem de vir!
Ah, é verdade: o espéctaculo dura à volta de hora e meia, duas horas, portanto vai acabar um pouco tarde, quem não tiver como ir para casa depois que diga qualquer coisa que alguém os há-de levar a casa sãos e salvos. :-D
Venham com disposição para rir. Os vossos aplausos são importantes!


Nota: o cartaz (desculpem estar tão pequeno, tive de o passar de pdf para paint) foi gentilmente elaborado por um amigo da Liliana, que não sei como se chama. Está lindo, não acham?

16/06/2009

Examesssss


Suores frios. Dores de barriga. Pânico. Ligeiro cheiro a queimado.

Nãoooooooo!!!!


Não, não é nenhum livro do Stephen King. Nem o teu pior pesadelo. É vida real: os temidos EXAMES.


Falando sem exageros (se bem que a parte dos neurónios queimados encaixa bem no meu caso pessoal), os exames são exames e ponto final. Normalmente são só dois (alguns masoquistas têm três, outros quatro, outros cinco e por aí fora...), mas para mim, um vale por dois: o exame de MACS, porque preciso dele para a faculdade. O exame é amanhã e eu estou como vocês estão: ora acho que sei muito, ora tenho a certeza que não sei nada. Bem, nada também não, alguma coisa tenho de saber...


Continuando: os exames nem são assim tão maus, porque acabamos as aulas duas semanas mais cedo que o resto da malta. "Ok, mas temos os exames"- Dizem vocês. Ok, mas não temos E. Física, digo eu. Estão a ver o filme?! E, para mais, são só duas disciplinas, posso levantar-me às horas que me der mais jeito, posso fazer as pausas que quiser e só se quiser, posso dar uma voltinha para descomprimir, posso escrever aqui no blog numa das pausas...


E depois, temos as aulas de apoio (por falar nisso, daqui a 45 minutos tenho de me pôr na alheta para o apoio de MACS), muito úteis para tirarmos dúvidas e pôr a conversa em dia com os colegas que já tínhamos saudades (bem, no meu caso, isto não se aplica por aí além...).


Enfim, exames é como ir ao dentista (ou qualquer outra especialidade que vocês nao apreciem): custa um bocadinho, mas é mais o incómodo que propriamente dor, e temos de suportar coisas assim alguma vez na vida, para andar-mos para a frente.


Concluindo, com toda esta prosa, apenas queria desejar uns bons exames para todos (muita merda! <-- dá sorte) e não se esqueçam de dormir e ir calmos.


Beijinhos e coragem!



11/06/2009

Retiro - Finalmente, as fotos!

Finalmente, lá arranjei "coragem" para passar as fotos da máquina para o pc, que isto é um vergonha, estou cada vez mais preguiçosa... Fui quase "obrigada", visto o crisma estar aí à porta e a máquina ser precisa para a reportagem fotográfica da praxe.
Mas vamos ao que interessa: O Retiro! Dia 9-05-09 (há quase uma década), o 10º volume da Paróquia da Agualva desceu a rua (literalmente, foi mesmo descer a rua) para um dia em beleza!
Vou ser sincera: senti falta das árvores e da paz da Quinta das Tílias, e confesso que não me senti lá muito em retiro. Estava demasiado próxima do Cacém (se bem que a Venda Seca não seja propriamente a 100 km de distância) Mas como me disseram uma vez, há já algum tempo, retiro é um estado de espírito: podemos fazer um retiro de dez minutos, no nosso quarto, e ser tão proveitoso (ou mais) como um retiro de três dias numa quinta qualquer.
Mesmo assim, acho que o balanço foi positivo. Portanto, meus caros: para o ano há mais, e espero que com os mesmos que estiveram dia 9, para um retiro dos jovens em beleza! E, desta vez, por favor, minhas gentes, levem-me para uma quinta ou pelo menos um sítio cheio de árvores, que farta de prédios ando eu...
Fiquem-se com uma pequena amostra do nosso dia. Não se esqueçam de se divertir muito!

De manhã, os primeiros grupos sobre o sacramento do Baptismo. Da esq. para a direita: rapariga que não me lembra o nome (desculpa lá!), Ana Filipa, Margarida (Guida prós amigos) e acho que é Bruno que tu te chamas (desculpem lá as minhas confusões, não é por mal, troco até daqueles que são da minha família. Corrijam-me num comentário, se se quiserem dar ao trabalho :-P)



Almoçoooo!!! Sabem o que é melhor do que fazer parte dos 3% de população cuja parte do frango favorita são as asas e o espinhaço? É isso mesmo, é estar rodeada de pessoas cuja parte favorita são as pernas e o peito! Ahah, as asas foram todas para mim!




O João e o Padre Francisco (é Francisco? Agora estou em dúvida...) Mas que é isso, Sr. Padre, o prato vazio?! Não pode ser!


Apresento-vos a Catarina, a próxima Ana Free, que nos animou o almço e o dia com a guitarra e a voz.


Depois do almoço, quinze minutos de descontracção. Nada melhor que uma suecadazinha dos viciados! Né, Catarina, que linda abada levámos! Que cara é essa, Brás, a planear a próxima batota, aposto... :-P Não me lembro do teu nome, rapaz da esquerda: Luis? João? (não tens cara de João) Filipe? Não me lembro. Ajuda, sff.


Durante a tarde. De cima para baixo, da esquerda para a direita: Gida, Cátia, Cristiana, Patricia e a maluca da Marta. Põe a língua para dentro, rapariga, uma vez assim mordeu-lhe uma abelha à minha prema Beta!


A foto do Grupo. Foi tirada com aquele tempo em que o fotografo desata a correr como um tolinho para aparecer e depois são cabeças cortadas, olhos fechados... enfim. Desta vez, como eram várias câmaras a disparar, e a minha câmara (atrasada, coitada) foi a última a dispara e apanhou o flash da máquina do lado. Dommage.


video

Durante a tarde. Especial atenção para ouvidos sensíveis: o som é uma harmoniosa mistura entre o que parece balir de uma cabra, o uivar de um cão, o miar de um gato, e, ocasionalmente, consegue-se distinguir o arrulhinho de uma rã, nos sons agudos que ninguém consegue casntar, mas que todos cantam. Digno de um óscar.



Deixem comentários!

18/05/2009

Nós

Quando falta um stor e nos juntamos, confusão total!
Graças ao telemóvel da Liliana e da Andreia, pudemos filmar e tirar fotografias que ficaram como nós somos, ou seja, completamente alucinados.
Não nos queiram encontrar na rua... Somos perigosos!
;-D Divirtam-se


Vamos lá ver quem tem o cú maior: da esq. para a dir.: Eu, Liliana, Andreia e Catarina



Quem será que ficou mais feia? Da esq. para a dir.: Eu, Liliana, Andreia e Catarina



Find Ruben - nunca se tinha visto no meio de tantas pernas de mulheres!



É assim, eu estava com um bocado de fome e a Catarina é absolutamente D-E-L-I-C-I-O-S-A!!!!



video

Perseguição ao Ruben MOCHEEEEEE



video

O segundo moche, ou melhor, Mochão : nunca tanta mulher bonita tinha estado ao mesmo tempo em cima do Ruben!

15/04/2009

Voltei de lá!

É verdadeeeeee. Já voltei das férias da Páscoa... Passaram a correr, não passaram? Como disse o Ruben ou a Catarina hoje (não me lembro qual deles foi): "Até parece que nem fomos de férias". O que não quer dizer que já me habituei às aulas, isso nunca me habituo...

A minha Páscoa foi óptima, como de costume. O que não teve muito jeito foi ter de voltar no dia da benção das casas. Isto das férias duas semanas antes da Páscoa não dá jeito nenhum, temos de voltar logo assim que sabe a Páscoa... Parece que estamos na escola e ainda é Páscoa...

Mas enfim.

De qualquer das maneiras, vir de férias é sempre uma tristeza. Como toda a gente sabe, onde me sinto em casa é em Bemposta (opinião partilhada por toda a famelga menos a Tininha, que é a minha gata). O Cacém faz-nos mal. Tomara-me eu bem longe dele. Senão vejam lá: Saio de casa, e por onde quer que olhe é só prédios, caixotes do lixo, gente que passa sem se falar, e então a vista da minha casa, que é linda, só barrancos cheios de cocó de cão, por ter sido transformado pelos donos dos bichos numa espécie de cagadouro nacional.

Se calhar exagero, mas é isso que sinto quando saio de casa. Sofucada de gente e de prédios com a tinta a cair.

Voltei de lá, mas daqui a pouco já lá estou.

Saio de lá, mas senpre volto.

Uma boa semana de aulas para todos, dentro do possível, claro ;-)
A Faia da Água Alta. Não é absolutamente linda? No Cacém não há nada disto, nem pouco mais ou menos...

21/03/2009

Dias de sol


Dias de sol com calor é do melhor que há.
Haverá coisa melhor do que sair à rua sem casaco, espreguiçar numa sombra e deixar que o vento zumba nos nossos ouvidos?
Hoje, teoricamente, é o 1º dia de Primavera, e, por enquanto, está sol. Ontem já dava chuva (ainda bem que não se confirmou, visto o passeio a Évora), para hoje também e, afinal, parece que só irá chover amanhã. Por mim, quanto mais tarde melhor.
Ouve uma altura em que detestava, detestava mesmo, os dias de chuva. Faziam-me dores de cabeça. Por sorte, coincidiu com um ano de seca (saudades!!!) e portanto, pode dizer-se que Deus me fez a vontade, apesar de já ninguém achar piada a rios secos e céus sem nuvens...
No entanto, quê, praí à dois anos, fiz as passes com as nuvens, sem no entanto ainda sermos as melhores amigas. Cheguei à conclusão que, se depois de dias de sol tem vir sempre dias de chuva, a verdade é que depois de dias de chuva o sol também há-de voltar e isso faz-me ficar satisfeita novamente.
Na verdade, se estivermos felizes, mesmo felizes, daquele felicidade cada vez mais rara à medida que crescemos, aquela felicidade que nos faz vir quase lágrimas aos olhos, aperta a barriga e parece que salta no peito, a chuva não tem mesmo importância. E que se um amigo nosso se for embora, não há dia de sol que nos anime.
No entanto, num dia de sol como este ficar em casa é quase pecado! Então, toca a sair do lugar (se as nossas ocupações deixarem) e ir aproveitar o sol que, disse o meteorologista hoje ao almoço, parece que será de pouca dura.
Enfim, não podemos empedir que o sol se esconda lá fora, mas somos responsáveis para que ele não deixe de brilhar nos nossos corações.
Portanto... iluminem-se!